NOTICIAS

Roteador permite que pais controlem o que os filhos veem na Internet.

7 razões pelas quais abandonar o Facebook pode ser uma boa ideia

Quanto tempo por dia você passa navegando pelas páginas do Facebook?

Ultimas

Como controlar e usar o WhatsApp pelo PC ou notebook

CONCURSO

Inscrições para o concurso da Eletrobrás Distribuição Piauí acontecem até o dia 29 de Janeiro.

Nova versão do Windows 10 para celulares é liberada pela Microsoft


Mais uma versão de teste do Windows 10 para smartphones foi lançada hoje pela Microsoft, a partir das 14h. A empresa alerta que a versão prévia técnica do Windows 10 oferece somente um relance do sistema finalizado para o usuário conhecê-lo.


Confira na lista abaixo os modelos compatíveis com a atualização:
Lumia 1020
Lumia 1320
Lumia 1520
Lumia 520
Lumia 525
Lumia 526
Lumia 530
Lumia 530 Dual Sim
Lumia 535
Lumia 620
Lumia 625
Lumia 630
Lumia 630 Dual Sim
Lumia 635
Lumia 636
Lumia 638
Lumia 720
Lumia 730
Lumia 730 Dual SIM
Lumia 735
Lumia 810
Lumia 820
Lumia 822
Lumia 830
Lumia 920
Lumia 925
Lumia 928
Microsoft Lumia 430
Microsoft Lumia 435
Microsoft Lumia 435 Dual SIM
Microsoft Lumia 435 Dual SIM DTV
Microsoft Lumia 532
Microsoft Lumia 532 Dual SIM
Microsoft Lumia 640 Dual SIM
Microsoft Lumia 535 Dual SIM

Confira abaixo o horário de lançamento em vários países:
Reino Unido – 18:00
Índia – 22:30
Brasil– 14:00
Holanda– 19:00
Itália – 19:00
Polônia – 19:00
França – 19:00
Alemanha – 19:00
Espanha – 19:00
Paquistão – 22:00
Bangladesh – 23:00
Nova York – 13:00
China – 01:00 (sábado)
Austrália – 03:00 (sábado)
Japão – 02:00 (sábado)
Canadá (Ottawa) – 13:00
México (Mexico City) – 12:00
Bulgária – 20:00
Romênia – 20:00
Nova Zelândia (Wellington) – 05:00
Rússia (Moscou) – 20:00
Dubai – 21:00
Tailândia – 01:00 (sábado)

Extra Contabilidade


Já estamos fazendo IRPF 2015!!!

No dia 2 de março, a Receita Federal começou a aceitar a entrega das declarações do Imposto de Renda de pessoas físicas de 2015, com ano-calendário 2014 — prazo que vai até 30 de abril.

Como de costume, muita gente encontra dificuldades e acaba com dúvidas de como proceder para informar o Fisco sobre seus rendimentos, lucros e gastos, e assim quitar ou ser restituído de qualquer dívida com a União.

Pensando nisso, criamos este artigo para dar a você algumas dicas importantes na hora de elaborar e enviar a sua declaração, como o que é preciso instalar no computador e possíveis meios alternativos para atender as exigências fiscais do Leão.
Eu preciso declarar Imposto de Renda?

Antes de qualquer coisa, é necessário esclarecermos quem está obrigado a prestar contas para a Receita Federal. Segundo o órgão, a declaração do Imposto de Renda deve ser feita por quem, ao longo de 2014:
Teve rendimentos tributáveis, como salários e aluguéis de imóveis, que superaram o valor deR$ 26.816,55;
Obteve rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados diretamente na fonte (bolsas de estudos, benefícios por deficiência, indenizações e ajudas de custo são alguns exemplos) superiores a R$ 40 mil;
Acumulou bens e direitos, como carro, imóvel e áreas de terra nua, que somados ultrapassaram R$ 300 mil;
Teve receita bruta superior a R$ 134.082,75 a partir de atividades rurais;
Obteve ganho de capital ao realizar alienação de bens ou direitos;
Efetuou operações em bolsas de valores;
Realizou a venda de imóvel residencial e optou pela isenção de Imposto de Renda sobre o ganho de capital oriunda dessa negociação;
Passou a ser oficialmente residente no Brasil no ano de 2014, independentemente do mês no qual isso se concretizou, e assim permaneceu até o dia 31 de dezembro.

Para saber a lista completa de itens que constituem os rendimentos tributáveis, isentos, não tributáveis e tributados exclusivamente na fonte, além dos bens e direitos que devem ser declarados, sugerimos que você acesse o site da Receita Federal.

Cinco formas de liberar espaço em um smartphone Android

large_6293946699

A falta de espaço para guardar dados pode virar um problema, especialmente se você está com o aparelho há algum tempo. Algumas medidas simples podem ajudar a reduzir a quantidade de arquivos guardados no seu dispositivo com sistema Android.
Limpe os dados – Primeiramente, baixe o aplicativo gratuito CCleaner. Ele analisa o seu smartphone em busca de arquivos que estejam ocupando espaço sem necessidade. Basta instalá-lo, iniciar a análise e depois clicar em apagar. Isso ajuda a melhorar o desempenho do seu dispositivo, especialmente se o armazenamento estiver no limite.
Transfira as fotos para um PC - Com o tempo, acumulamos uma grande quantidade de fotos em nossos aparelhos. Às vezes, até nos esquecemos que as imagens estão lá. Como as fotografias são arquivos grandes, transferi-las para um computador, um HD ou um serviço de nuvem é uma boa pedida. Dica: DropboxGoogle Drive e OneDrive criam cópias das suas fotos automaticamente. Usando algum desses apps, você pode apagar os arquivos do seu aparelho (mas aguarde até que a sincronização termine).
Faça uma faxina nos apps – Os aplicativos gratuitos são maioria e, por isso, baixamos muitos. Talvez demais. Sendo assim, vale a pena fazer uma faxina no seu smartphone. Usamos, em média, 27 apps por mês, segundo um estudo da Nielsen. Um método interessante de seleção é avaliar quais você não usou nos últimos dois meses. E fique de olho nos games, eles costumam ser bastante pesados.
Use a nuvem - A computação em nuvem ajuda muito a liberar espaço no seu aparelho Android especialmente se você tiver uma rede Wi-Fi sempre por perto. Como no YouTube, os arquivos ficam guardados no servidor de uma empresa e você pode acessá-los sempre que precisar, desde que esteja conectado à web. Os já mencionados Dropbox, Google Drive e OneDrive são opções interessantes que oferecem armazenamento gratuito na nuvem.
Adote serviços de streaming – O streaming nada mais é do que a transmissão de arquivos via internet para o seu smartphone. Algumas empresas transformaram isso em negócios e cobram para que você ouça músicas e veja vídeos sem precisar ser um usuário de torrents ou downloads irregulares — que geram arquivos que pesam na memoria do seu aparelho. Alguns exemplos são: Google Play Music, Deezer, Spotify, Rdio, Netflix e Crackle (este último é gratuito).

Confira passo a passo de como substituir cartuchos em impressoras HP

Pode parecer estranho, mas apesar de simples, nem todo mundo tem o hábito de trocar cartuchos de impressora. Para ajudar essas pessoas, o TechTudo preparou esse tutorial que mostrará o passo a passo de como substituir cartuchos em impressoras HP.


Descubra como substituir cartuchos de impressoras HP (Foto: Divulgação/HP)

Antes de começar a substituição é importante estar ciente que o uso de cartuchos reciclados podem prejudicar sua impressora. Esse tipo de suprimento, dependendo da maneira como foi preparado, pode ocasionar vazamentos e, com isso, comprometer o sistema de impressão. Não que eles não possam ser usados, mas caso você opte por fazer isso, esteja preparado para a possibilidade desse tipo de incidente acontecer. Agora que você sabe disso, vamos ao procedimento de substituição:


Passo 1. Ligue a impressora;


Passo 2. Abra a tampa da impressora e espere até que o carro do cartucho de impressão esteja no meio da impressora;

Carro do cartucho de impressão no centro do eixo (Foto: Edivaldo Brito/TechTudo)

Passo 3. Pressione o cartucho a ser substituído para que ele desencaixe e a seguir, deslize e retire ele do compartimento;

Retirando o cartucho da impressora (Foto: Edivaldo Brito/TechTudo)




Passo 4. Tire o cartucho de impressão novo da embalagem e remova a fita plástica, com cuidado para não tocar nos bicos de tinta e nem nos contatos de cobre do cartucho;

Removendo a fita plástica do novo cartucho (Foto: Divulgação/HP)

Passo 5. Segure o cartucho de forma que as tiras de cobre fiquem voltadas para baixo e os contatos na direção da impressora;

Tiras de cobre devem ficar voltadas para baixo (Foto: Edivaldo Brito/TechTudo)

Passo 5. Segure o cartucho de impressão com a frente ligeiramente inclinada para cima e coloque ele no compartimento;

Retirando o cartucho da impressora (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)

Passo 6. Pressione firmemente até que o cartucho de impressão se encaixe;

Pressionado o cartucho para finalizar a inserção (Foto: Edivaldo Brito/TechTudo)

Passo 7. Repita as etapas 3 até 6 com o outro cartucho de impressão;


Passo 8. Feche a tampa da impressora. A impressora imprimirá automaticamente uma página de calibração.

Exemplo de uma pagina de calibração de impressora HP (Foto: Reprodução/Edivaldo Brito)

Passo 9. Se a impressora for um modelo simples, escolha as opções na tela do programa de calibração baseando-se no desenho da página impressa e depois confirme a operação;


Passo 10. Se a impressora for um modelo multifuncional, coloque o papel na bandeja do scanner, feche a tampa e pressione o botão para escanear.

Calibrando uma impressora multifuncional (Foto: Edivaldo Brito/TechTudo)

Pronto! Se tudo correu bem, sua impressora já pode ser usada normalmente. Se você tiver problemas com o reconhecimento do cartucho, veja se esse outro tutorial do TechTudo pode ajudá-lo.

Roteador permite que pais controlem o que os filhos veem na Internet


A Winco lançou um novo roteador que permite que pais regulem o acesso das crianças à Internet. Chamado de NetProtection, o aparelho tem suporte a rede Wi-Fi e oferece controle de tráfego personalizado, impedindo, por exemplo, que crianças acessem conteúdos considerados impróprios.


Qual é o roteador Wi-Fi ideal para sua casa? Veja dicas e descubra

Empresa brasileira inova e apresenta roteador com controle parental na nuvem (Foto; Divulgação)

O serviço de controle parental foi desenvolvido em parceria com a NetFilter, empresa dedicada ao setor de segurança de rede. Operando na nuvem, a plataforma do NetProtection permite que os usuários limitem o tráfego de dispositivos conectados ao computador por filtros que classificam sites em específico e o conteúdo da página (como conteúdo adulto).

Outra possibilidade é configurar o serviço de controle por dispositivo. Desta forma, o NetProtection pode diferenciar os aparelhos conectados à rede para saber quais têm acesso livre e quais têm acesso restrito. Também é possível configurar a plataforma de restrição de acesso por faixa horária. Todo o serviço de controle de acesso pode ser acessado remotamente, inclusive de um smartphone.


O roteador tem quatro portas LAN e uma porta WAN. O padrão do Wi-Fi é o 802.11 g/n a 150 mbps. O aparelho ainda conta com porta USB 2.0 e pode administrar a conexão de até 15 dispositivos simultâneos. Segundo o fabricante, o NetProtection distribui sinal sem fio por até 100 metros.

1 em cada 5 usuários de Android já sofreu ataque, diz estudo

A Kaspersky divulgou nesta terça-feira, 21, um estudo realizado em parceria com a Interpol que revela que um em cada cinco dispositivos Android sofreu tentativa de ataque por softwares maliciosos. Os dados são de agosto de 2013 a julho deste ano.
Ainda segundo a pesquisa, um milhão de usuários Android no mundo inteiro encontraram tais softwares em seus dispositivos durante o período analisado. Na Europa, o maior tipo de programa malicioso usado foi o Trojan-SMS, com 57%. Em seguida está o RiskTool, com 21,52%, e em terceiro, os Adwares, com 7,37%. 

Já na América Latina, a lista tem os mesmos malwares, mas com a ordem distinta. Em primeiro está o RiskTool, seguido pelo Trojan-SMS e depois, o Adware.

O Trojan-SMS é um tipo de programa que envia mensagens SMS a números premium sem que o dono do aparelho perceba. Enquanto isso, o RiskTool é, um programa condicionalmente legítimo, mas que pode ser utilizado com fins maliciosos, como o envio de SMS ou transmissão da localização. No caso dos Adwares, trata-se da chamada "publicidade agressiva", ou seja, pop-ups e notificações na barra de navegação.
A Kaspersky afirma que os usuários da Rússia, Índia, Cazaquistão, Vietnã, Ucrânia e Alemanha estão entre os principais alvos dos cibercriminosos, já que a maioria da população destes países costuma pagar por conteúdo e serviços por SMS. Na América Latina, o Brasil é o país com mais ataques registrados, seguido por México e Colômbia.


Consumidor confia nos descontos da Black Friday, diz estudo

Segundo pesquisa realizada pelo Zoom, site agregador de preços, 99% dos 10 mil consumidores consultados pretendem comprar na Black Friday brasileira deste ano, que acontece no dia 28 de novembro. O evento oferece descontos em lojas virtuais e físicias. 
De acordo com o Zoom, mais da metade dos entrevistados (59%) acredita que encontrará descontos reais na Black Friday e 58% pretende gastar mais de R$ 1 mil. No que diz respeito aos itens desejados, 56% querem investir em smartphone, 43% em televisão, 29% em notebook, 23% em tênis, 21% em tablets, 20% em videogames e 18% em aparelhos de ar-condicionado. Com as aquisições, 73% dos entrevistados esperam antecipar as compras de Natal.
As pessoas também estão mais conscientes sobre pesquisar antes na internet informações e preços antigos do produto. Dos entrevistados, 96% dizem realizar pesquisas sobre os itens e 88% buscam comparar preços para checar a relevância da oferta.
Em relação à diferença de preços das lojas online e lojas físicas, 81% dos respondentes afirmaram esperar promoções mais relevantes no e-commerce do que nas lojas físicas. O aumento na confiança da compra pela internet também pode ser notado pelo fato de 66% dos entrevistados afirmarem que aproveitam o evento apenas pela internet e 82% ainda confiarem que receberão o produto em casa.
Em 2013, apenas um terço dos entrevistados compraram na Black Friday, segundo o Zoom. Contudo, mais da metade disse que encontrou descontos reais na ocasião. Os produtos mais comprados foram os smartphones (44%), televisões (22%) e notebooks (13%).


Para este ano, a previsão é de que o evento movimente R$ 1,2 bilhão, o que representa um aumento de 56% em relação a 2013. 

Operadoras querem cortar internet de quem atingir a franquia

As operadoras devem estrear um novo formato de cobrança por internet no Brasil no qual o cliente é obrigado a pagar por um pacote adicional assim que sua franquia terminar. Com isso, será o fim da chamada "velocidade reduzida".
A novidade será implementada primeiro pela Vivo, segundo reporta O Globo. Maior operadora do país, com 79 milhões de clientes, a empresa apresentará o formato primeiro a quem tem celular pré-pago para, futuramente, mirar os clientes de planos pós-pagos.
Atualmente, um dos pacotes mais usados na modalidade pré-paga custa R$ 6,90 e garante 75 MB. Quando essa franquia acaba, o usuário não é desconectado; ao invés disso, recebe internet em velocidade reduzida, que chega a ser de apenas um décimo do total contratado.
Em novembro, quando o limite for alcançado a internet será cortada e, para continuar navegando, a pessoa precisará comprar 50 MB adicionais por R$ 2,99 para usar pelos próximos sete dias.
Oi e TIM confirmaram que também estudam migrar para esse formato e, embora a Claro não tenha comentado, O Globo diz que a operadora acompanhará as adversárias.


É assim que funciona em países da Europa e nos Estados Unidos e as operadoras argumentam que precisam acabar com a velocidade reduzida para que os clientes tenham uma experiência mais fiel em relação à internet que contrataram - já que muitos passam boa parte do tempo navegando por uma internet bem inferior.



Ao mesmo tempo, a novidade aumentará a receita das empresas, que passarão a vender esses pequenos pacotes adicionais. 



Outro lado



Em nota ao Olhar Digital, a Telefônica Vivo confirmou que haverá mudanças na oferta de internet móvel ilimitada, que depende da redução de velocidade ao fim da franquia contratada. Mas a empresa ressaltou que, por enquanto, isso só ocorrerá nos estados do Rio Grande do Sul e Minas Gerais.

Nesses locais os clientes de planos pré-pagos terão o serviço interrompido assim que o pacote terminar. Ao atingir 80% do contratado eles receberão uma mensagem SMS de aviso e, quando a franquia efetivamente terminar, chegará outro SMS, desta vez com a oferta de um pacote com 50 MB adicionais por R$ 2,99 e que terá validade de sete dias.
"O cliente agora navega sempre em alta velocidade, sem o incômodo de o desempenho ser reduzido quando a franquia acaba", justifica a empresa. "Existe também a opção de o cliente fazer um upgrade de pacote, com a franquia de internet mais adequada às suas necessidades."
Segundo a operadora, o mesmo formato poderá ser estendido a outras regiões e aos clientes de planos pós-pagos nos próximos meses. 


A TIM também se pronunciou sobre o assunto. Ao Olhar Digital a empresa diz que "mudanças no formato de tarifação de dados móveis são um movimento natural, em linha com o crescimento contínuo do uso de internet nos celulares e outros dispositivos", mas nega planejar reajuste e "segue avaliando as diferentes possibilidades".

Esqueceu a senha do PC? Saiba como entrar no sistema

Se você já esqueceu a senha do seu computador Windows e não soube recuperá-la, acredite: há solução. Existem três métodos que prometem acessar o PC em diferentes níveis, seja para recuperar arquivos ou navegar pelo sistema normalmente.
Os métodos, claro, também servem para fins não muito éticos: é possível entrar no computador de alguém sem a sua permissão. Esperamos, contudo, que você não os use para isso. Confira abaixo as opções sugeridas pelo Lifehacker:
1) Linux Live
Caso você não precise de acesso ao sistema operacional em si, mas sim apenas alguns arquivos, pode usar o Linux Live e apenas arrastar e soltar os arquivos em um disco rígido com entrada USB.
Para isso, faça download do arquivo ".iso" de qualquer disribuição Linux (como até mesmo oUbuntu) e grave-o em um CD. Insira-o no PC que você deseja acessar e inicie a partir do CD. Escolha a opção "Try Ubuntu" no menu que aparecer e, em seguida, ele deverá levar você ao ambiente de desktop. Na barra de menu, escolha o drive do Windows e copie os arquivos.

 

Vale lembrar que, caso existam arquivos que necessitem que permissões para serem abertos, será preciso de acesso pela root. Para isso, abra uma janela de terminal (Aplicações> Acessórios> Terminal) e digite o comando sudo nautilus, deixando o campo de senha em branco.
Já no caso de arquivos criptografados, o código "sudo natilus" nem sempre funciona, principalmente se você (ou o dono do computador) usar programas como o TrueCrypt e o BitLocker.
2) Trinity Rescue Kit
Se você deseja acesso total ao computador, o Trinity Rescue CD, também baseado em Linux, é uma boa opção. Você precisará executar algumas linhas de código, mas não é nada impossível.
Em primeiro lugar, faça o download do arquivo ".iso" no site do Trinity Rescue e salve-o em um CD. Faça um boot a partir do CD e espere carregar completamente. No menu principal, escolha "Redefinição de Senha Windows" e vá até "Winpass Interativo".
Em seguida, escolha a partição de que você deseja editar, selecione "Editar dados e senhas do usuário", digite o nome de usuário que deseja editar (atenção: é preciso saber o login) e escolha a opção 1: "Limpar (em branco) Senha de Utilizador".

 

Quando você acabar, você pode digitar um ponto de exclamação (!) para sair do menu. Depois, pressione a tecla "Q" para sair o menu do Winpass. Reinicie o PC e você deverá acessar o Windows sem a senha.
Mais uma vez, este método não bate a criptografia, mesmo limpando a senha. O Trinity Rescue também não funciona com computadores que usam contas Microsoft para logar (presente somente no Windows 8).
3) Ophcrack
Enquanto os outros métodos são vulneráveis a criptografia, esta opção dará acesso completo a todos os arquivos possíveis de um computador. A diferença é que com ele, o usuário não contorna a situação, mas sim descobre a senha do PC.
Para isso, baixe e grave em CD o Ophcrack Live (se você estiver tentando acessar um Windows 7 ou 8, use a versão do programa para Windows Vista). Depois, dê um boot no computador e espere carregar completamente. Você deverá visualizar uma interface para tentar quebrar senhas (caso ela nao seja exibida, escolha a opção "Modo Texto" no menu).

 

Espere o programa procurar pela senha, que aparecerá no painel superior da janela. Caso ele não consiga encontrar a senha, uma notificação será exibida. Após encontrar a senha, anote-a e use-a normalmente ao reiniciar o computador.

Perdeu seu celular? Assobie e o Whistle Me o encontra para você


Whistle Me, antes conhecido como Phone Finder, é um aplicativo para Android que encontra o celular perdido dentro de casa com apenas um assobio. O programa é leve, gratuito e bem fácil de usar naquele momento pelo qual todo mundo passa de, às vezes, esquecer onde deixou o telefone.
O aplicativo não requer configurações complexas para ser usado. Ao abri-lo, o usuário vê várias opções de meu. Na primeira, “app enable” ativa o app e “disabled” vai desativá-lo. No “detection level”, “easy” faz com que ele identifique assobios mais rápido, enquanto “hard” o torna mais seletivo.
No “ring time”, você define o tempo de alerta que ele emite ao identificar o assobio. As opções são de 5 a 60 segundos. Abaixo desta aba, o usuário configura o toque que vai ser usado para esta notificação sonora. Todos os ringtones do seu smartphone estarão disponíveis.
As outras configurações são para mostrar as notificações, iniciar o app assim que ligar o telefone, ativar vibração, tocar mesmo com o celular no silencioso e sempre com volume máximo. Depois de definir todas as suas preferências, é só sair do aplicativo e deixá-lo a rodar no background.
Quando não encontrar mais o celular, dê um assobio forte e longo que o app irá “ouvir” e emitir o som configurado pelo tempo desejado. Baixe Whistle Me e não perca mais seu smartphone com Android.
Nossa opinião
Usar o assobio como maneira de encontrar um celular perdido dentro de casa é criativo. Porém, há uma linha tênue entre a eficiência e simplicidade que o Whistle Me oferece para alguns usuários e a irritação por não conseguir usá-lo direito por outros. E a grande razão para isso é boba, mas verdadeira: nem todo mundo sabe assobiar bem.
Para reconhecer o assobio que não é tão potente, o telefone tem que estar muito perto – normalmente, o que não é o caso quando você perde um aparelho. A não ser que saia a rodar pela casa assobiando para ver se o encontra. Poderia haver uma maneira de editar seu comando básico e trocar o assobio para uma palavra, por exemplo.
Para quem sabe assobiar bem, alto e por um bom tempo, no entanto, o funcionamento é perfeito. O TechTudo testou o recurso em um smartphone Samsung Galaxy S3 e, apesar de parecer difícil, ele é muito simples e reconhece perfeitamente o assobio. Além disso, é interessante poder configurar os modos “easy” e “hard” de reconhecimento.
Dois pontos que chamam a atenção são o fato de ele funcionar independente de a tela de bloqueio estar ativada ou não e de conseguir forçar os alertas sonoros, emitidos quando o aplicativo identifica o assobio, ao volume máximo. Mesmo se o celular estiver configurado para vibrar ou no modo silencioso, o que dificulta encontrá-lo com ligações, por exemplo.
O Whistle Me é um aplicativo útil, que funciona bem e é gratuito. Poderia, no entanto, dar ao usuário a opção de escolher entre o assobio e algum outro tipo de comando. Se houvesse esta possibilidade, certamente ganharia pontos em funcionalidades, usabilidade e desempenho. A interface não é das mais bonitas, mas não compromete.
Prós
  • Funciona bem
  • É simples de configurar
  • Emite alertas sonoros com o volume máximo do aparelho, independente da configuração
Contras
  • Nem todo mundo sabe assobiar e assobios não são reconhecidos a longa distância a não ser que sejam muito fortes

Windows 10 Technical Preview ganha primeira atualização

Apartir de hoje, os usuários que já estão experimentando as primeiras versões de testes do Windows 10 poderão realizar o download de uma nova versão do sistema. Sob o nome de Build 9860, a Technical Preview do Windows 10 será atualizada automaticamente em todos os computadores — sendo que quem realizar o download agora já instalará o Windows 10 com esta primeira atualização.
Segundo a Microsoft, foram cerca de sete mil modificações entre a versão original e a nova edição do Windows 10 TP. Isso inclui uma série de pequenos erros, falhas de segurança e alterações de estrutura para performance, de acordo com o que foi sugerido pela comunidade de desenvolvimento do Windows. Além disso que acabou de ser citado, também há três novos recursos disponíveis.
O primeiro deles está no Action Center. A partir de agora os consumidores que estiverem em seus computadores poderão ter acesso a uma central de notificações similar à do Windows Phone — mostrando que a Microsoft quer mesmo romper barreiras entre as plataformas. Como a desenvolvedora revela em seu blog oficial, por enquanto estão disponíveis apenas notificações básicas — ações interativas serão trazidas no futuro.
Outro recurso que chega está nos novos atalhos para movimentação de aplicativos entre diferentes monitores. A partir de agora, bata pressionar “WIN + Shift + seta” para enviar um app de um monitor para outro. Por fim, também foram trazidas algumas animações para a utilização de múltiplas Áreas de trabalho. Como sempre, a Microsoft também informa que a Build está instável e pode apresentar erros durante a utilização. 

Guia: como acessar arquivos do seu PC pelo smartphone



Se você possui um computador com Windows, pode ser que, de qualquer outro lugar da casa, você queira acessá-lo mas não queira ir até ele com um cabo USB para pegar seus arquivos. Este guia vai ensinar como fazer isso, utilizando dispositivos iOS ou Android, sejam eles smartphones ou tablets. O método funciona se os aparelhos estiverem na mesma rede local, ou seja, por wi-fi ou cabo ethernet.

Compartilhe suas pastas

Utilizando o Windows Explorer, clique com o botão direito na pasta que deseja compartilhar na rede, clique em "Compartilhar com", e logo depois, "pessoas específicas".

Reprodução

Na tela que aparecerá, escolha "todos" e dê permissão para "ler" os arquivos. Caso você queira gravar arquivos nesta pasta, utilize a opção "ler/escrever".Reprodução


Reprodução"


Sua pasta estará compartilhada com senha. Para remover esta senha (o que só recomendamos que você faça para sua rede residencial), basta abrir o menu iniciar, digitar "central de rede" e clicar em "central de rede e compartilhamento".

Reprodução


Clique em "opções de compartilhamento avançadas".

Reprodução

Desça a tela e desligue a proteção de compartilhamento por senha.

Reprodução


Pronto. Após clicar em OK seus arquivos estão compartilhados em sua rede wi-fi e podem ser encontrados por outros usuários.

Encontrando os arquivos via Android

Para isso, é necessário um gerenciador de arquivos que tenha suporte à descoberta de redes locais. Recomendamos o ES File Explorer.

Conectado à mesma rede wi-fi, basta abrir o ES File Explorer e tocar o ícone superior à esquerda.

Reprodução

Logo depois, clique em rede e, em seguida, em LAN.

Reprodução

Na parte de baixo da tela, o ícone "procurar" mostrará, com um toque, todos os computadores da rede com pastas compartilhadas.

Reprodução
(É, são vários os computadores aqui na rede do OD)

Basta escolher seu computador com o IP correto (isso envolve um pouco de tentativa e erro, caso haja mais de um computador na rede) e pronto. Suas pastas estarão ali, para que você copie os arquivos ou os utilize direto da rede.

Reprodução

Encontrando os arquivos via iOS

Para o iOS, será necessário utilizar um gerenciador de arquivos, que pode ser baixado da App Store. Para este exemplo, utilizaremos o File Explorer Free.

Com o app aberto, clique no "+", no canto superior direito e escolha "Windows". Uma lista de opções irá aparecer e, na parte inferior da tela, uma lista dos computadores com os arquivos compartilhados.

Reprodução

Pronto, basta utilizar os arquivos diretamente da rede.
Reprodução


OneDrive vai disponibilizar 15 GB de armazenamento gratuitamente

Nesta última segunda-feira (24), a Microsoft publicou em seu blog oficial algumas mudanças relacionadas ao OneDrive que podem atrair diversas pessoas pela internet. De acordo com a explicação da própria companhia, essas alterações estão sendo feitas pelo simples fato de que ela quer que você tenha espaço para guardar todos os seus arquivos na nuvem.
Dessa maneira, o OneDrive disponibilizará 15 GB de armazenamento de forma gratuita para todos os seus adeptos. Essa decisão da Microsoft foi embasada em uma pesquisa própria que apontou o fato de que 3 a cada 4 pessoas têm menos de 15 GB em dados armazenados em suas máquinas, dando espaço de sobra para que tudo isso seja guardado na nuvem.

Facilitando a contratação...

Enquanto isso, todas as pessoas que assinarem algum pacote do Office 365 vão contar com 1 TB de espaço no OneDrive. Os preços para que isso aconteça variam de 17 reais ao mês até 209 reais por 4 anos de serviço. Também vale ressaltar que todo esse espaço vai ser voltado para cada pessoa abrangida pelo seu contrato com a companhia em questão.
Por fim, a Microsoft também afirmou que está baixando em 70% o preço da assinatura mensal do OneDrive. Os valores passam a ser: R$ 5 para 100 GB e R$ 10 para 200 GB. Com isso, a empresa espera tornas o acesso aos seus serviços mais flexível e fácil de acontecer. Para informações mais detalhadas, apenas clique aqui.
FONTES

É definitivo: Marco Civil da Internet passa a valer a partir de hoje

Não adianta chorar: aprovado em todas as instâncias devidas esancionado pela presidente Dilma Rousseff, o Marco Civil daInternet finalmente começou a valer na data de hoje, dia 23 de junho de 2014. Dessa forma, todos os usuários brasileiros da rede mundial de computadores estão submetidos às novas regras, direitos e deveres estabelecidos pela lei de agora em diante.
As regras máximas em vigor no Brasil não possuíam uma definição clara e específica de exatamente o que é a internet até a data de ontem. No entanto, com a mudança de data, passa a valer oficialmente a descrição que a classifica como “o sistema constituído do conjunto de protocolos lógicos, estruturado em escala mundial para uso público e irrestrito, com a finalidade de possibilitar a comunicação de dados entre terminais por meio de diferentes redes”.
O Extra Informatica vem acompanhando o desenrolar das proposta do Marco Civil desde seu início, compilando todas as informações sobre o assunto em um guia definitivo que você pode encontrar neste link. Além disso, também preparamos um artigo com infográfico expondo o que muda na prática na internet brasileira com a aprovação das novas regras, que pode ser lidoclicando aqui.
LEITOR COLABORADOR João Gabriel Silva